Author Archives: dinoman

MEDITERRANEUS

‘70min. ESPETÁCULO DE RUA ITINERANTE – EXTERIOR/INTERIOR

Quatro seres fantásticos provenientes do mar, alcançam terra firme dispostos a descobrir, com ajuda de um papiro do fundo do mar, os atributos e tesouros que se revelam em terra. Iniciam a sua viagem itinerante, descobrindo o continente e os seres que nele habitam, convidando-os a participar na sua aventura que implica jogos teatrais absurdos. A descoberta de um baú com objetos do mar permitem-lhes despedirem-se dos seus mais recentes amigos terrestres, antes de iniciarem o seu regresso ao fundo do mar.

________________________________

FICHA TÉCNICA E ARTISTICA:
Espaço cénico: exterior ou interior
Dimensões necessárias: 5 m altura x 5m largura x  7m fundo
Adereços: Paola Delbazo
Duração: ± 70 minutos
Público: familiar

D. ROBERTO

Conhecido de norte a sul do país por: “Zé Broas”, “Robertos de Santo Aleixo”, “Robertos de Caixa Murrada”, “Títeres” ou “Robertos”, esta tradição constitui uma relíquia na cultura popular portuguesa de Teatro de Fantoches, atualmente, reconhecido como Património Imaterial Português.
Este era um espectáculo itinerante apresentado pelo “roberteiro” ou “bonecreiro” que deambulava por feiras, praias, mercados, praças, jardins ou escolas para apresentar os seus bonecos e histórias. Escondido, atrás da sua barraca, desempenhava sua função cheio de rigor e ritmo. Com um humor sarcástico, os valores, conceitos e preconceitos do seu tempo, eram ridicularizados através dos bonecos, em temas como a religião, a moral, os bons costumes, a autoridade e até a sobre própria morte!

Apreciado por crianças pela mágica manipulação e pelo seu cariz sarcástico, o Teatro de Robertos consegue inclusive render adultos aos seus encantos, conquistando gargalhadas aos mais céticos! Estas são memórias distantes de uma tradição itinerante, que queremos manter viva.
Este género de teatro de marionetas, reflete um tempo em que o espaço público servia de verdadeiro convívio e partilha social, onde memórias e identidades de um povo se encontravam. Quase extinto nos anos 80 é urgente reencontrar as suas raízes, e procurar acentuar a sua expressão enquanto dinamizador social e cultural.

MOON LIGHT

‘60min. ESPETÁCULO DE RUA ITINERANTE – EXTERIOR/INTERIOR

Desde os tempos inmemoráveis da Lua e seus prováveis habitantes que se imaginam variadas fantasias humanas. Neste espectáculo os habitantes lunares recriam o seu imaginário para nos contar uma história visual que reaviva a curiosidade e a capacidade de nos surpreendermos por outras formas de percepção e comunicação.

________________________________

FICHA TÉCNICA E ARTISTICA:
Espaço cénico: exterior ou interior
Dimensões necessárias: 5 m altura x 5m largura x  7m fundo
Adereços: Todozancos
Duração: ± 60 minutos
Público: familiar

 

ANDRYNA Y GERVÁSIO

‘50min. ESPETÁCULO DE RUA EXTERIOR

SINOPSE: Andreína é uma marioneta gigante que Gervásioama profundamente e que gosta de manipular na praça pública. hoje Gervásio prepara-a cuidadosamente para mais um espetáculo, mas algo de inesperado acontece: um dos fios da sua marioneta parte-se e parece então que Andreína ganha vida própria. A partir daqui a relação entre ambos reinventa-se numa dupla cumplicidade a explorar. Abre-se então um universo poético repleto de humor, destreza e enredo, onde o público se vê no papel de mediador participando de forma fugaz num espetáculo enérgico e vertiginoso.

 

___________________________

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA
Argumento e encenação: Matias Vulcano
Adereços e figurinos: Todozancos
Duração: ± 60 minutos
Produção: MaOZORRa
Interpretação: Matias Vulcano e Carolina Romeu
Público: + 4 anos

2 BANHISTAS DE OUTRO TEMPO

‘30 min. ANIMAÇÃO ITINERANTE DE VERÃO

SINOPSE: Dois banhistas de uma outra época desencontraram-se do seu tempo. É na praia que procuram encontrar-se a si mesmos, mas acabam por se (re)encontrar um ao outro. Enquanto percorrem a praia em direcções opostas, ambos vêm a comunicar a grande notícia (evento/acontecimento, etc) com grande entusiasmo! Resgatam e procuram no público aliados para o seu entusiasmo. Um espetáculo divertido, onde o romantismo se perde no e com o  público.

______________________________

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA
Argumento e encenação: Matias Vulcano, Carolina Romeu e João Costa.
Adereços e Figurinos: Carolina Romeu
Duração: ± 60 minutos
Produção: Mãozorra
Interpretação: Matias Vulcano e Carolina Romeu
Público: + 4 anos

FORMAÇÃO

M/7 – 3H
workshop para grupos de 10 pax orientados por 2 formadores prodissionais da actividade.
(10 pax: 5 crianças 7/12 anos + 5 adultos)

SINOPSE: ATRAVÉS DA TÉCNICA DE SUSPENSÇÃO DA CORDA DÁ-SE INÍCIO À APRENDIZAGEM DA
TÉCNICA DE ANDAS. O ATELIER FORNECE A CAPACIDADE AOS PARTICIPANTES DE ADQUIRIREM
A TÉCNICA DE ELEVAÇÃO E DESLOCAÇÃO COM ANDAS, BEM COMO DE VALORIZAR AS CAPACIDADES
MOTORAS E FÍSICAS HUMANAS PARA O MOVIMENTO.