Category Archives: D. ROBERTO

D. ROBERTO

Conhecido de norte a sul do país por: “Zé Broas”, “Robertos de Santo Aleixo”, “Robertos de Caixa Murrada”, “Títeres” ou “Robertos”, esta tradição constitui uma relíquia na cultura popular portuguesa de Teatro de Fantoches, atualmente, reconhecido como Património Imaterial Português.
Este era um espectáculo itinerante apresentado pelo “roberteiro” ou “bonecreiro” que deambulava por feiras, praias, mercados, praças, jardins ou escolas para apresentar os seus bonecos e histórias. Escondido, atrás da sua barraca, desempenhava sua função cheio de rigor e ritmo. Com um humor sarcástico, os valores, conceitos e preconceitos do seu tempo, eram ridicularizados através dos bonecos, em temas como a religião, a moral, os bons costumes, a autoridade e até a sobre própria morte!

Apreciado por crianças pela mágica manipulação e pelo seu cariz sarcástico, o Teatro de Robertos consegue inclusive render adultos aos seus encantos, conquistando gargalhadas aos mais céticos! Estas são memórias distantes de uma tradição itinerante, que queremos manter viva.
Este género de teatro de marionetas, reflete um tempo em que o espaço público servia de verdadeiro convívio e partilha social, onde memórias e identidades de um povo se encontravam. Quase extinto nos anos 80 é urgente reencontrar as suas raízes, e procurar acentuar a sua expressão enquanto dinamizador social e cultural.